O feminino e a cura do planeta

O autoconhecimento é para todos. Assim como a cura e a expansão da consciência. Porém, quero dividir contigo e saber o que você acha sobre o autoconhecimento do feminino e o poder deste movimento para a transformação do planeta. As estatísticas mostram que ainda é superior o número de mulheres que buscam o despertar da sua melhor versão em relação ao número de homens.

Você sabe qual o motivo?

A realidade é que, historicamente, a mulher sempre foi mais conectada com o sentir, com o afeto e a demonstração das emoções. Enquanto que os homens tinham de ser “fortes”, guerreiros e muitas vezes, insensíveis. Isso vem mudando, de uma forma lenta, porém visível, nos últimos anos. Isso é maravilhoso, afinal, todo ser humano é governado por emoções e pelo que sente, sendo assim, temos o direito e o dever de olhar para isso, se desejamos experienciar uma vida com mais felicidade e abundância.

O que eu quero dividir contigo neste nosso momento é o quanto a energia feminina tem se feito necessária, cada vez mais. Seja com o despertar das próprias mulheres, buscando se reconectarem com a ancestralidade do sagrado e tomando o lugar que lhes é de direito, ou seja, pelo aflorar da energia Yin, em si.

O planeta nos pede socorro a todo instante! Estamos vibrando baixo na energia Yin e de forma elevada e distorcida na energia Yang.

Todos nós temos estas duas polaridades energéticas dentro de nós, independente de gênero. A energia Yang ou masculina em distorção, nos leva de encontro com a competição, comparação, conflito e a destruição por poder. Se ela está distorcida é porque a sua complementar, Yin, está esquecida. A energia Yin é a representação do feminino e responsável pelo senso de compaixão, contribuição, afeto, amorosidade , compartilhando e sensibilidade. Devido à este pedido de socorro do Planeta, estamos vendo, cada vez mais, o movimento das pessoas em busca do autoconhecimento , de propósito e vontade de mudança de vida.

Meu convite é que você reflita em qual polaridade tem vibrado mais. Fomos condicionados a sermos extremamente racionais e competitivos. Por isso, se você está vibrando na distorção do masculino ou Yang, fique tranquilo! A tomada de consciência já é um grande passo rumo à transformação, ok?

Observe-se no seu cotidiano, atitudes, pensamentos e formas de ver o mundo. Em qual energia tenho vibrado mais? Existe equilíbrio ou distorção entre elas? E o mais importante: o que eu escolho fazer diferente?

Pode parecer pouco, mas se cada um de nós, mudar pequenos atos no nosso dia a dia, já estamos mudando o mundo!

Um pequeno gesto muda o todo!

Me despeço de você, deixando estas reflexões importantes. Reflexões que eu me fiz tempos atrás e que hoje, posso colher a mudança. Uma transformação não só na minha saúde, relações ou estilo de vida, mas na vida de quem convive comigo, e claro, na saúde do Planeta.

Lembre-se que não existe fora, estamos todos em um mesmo “barco”. Qual a direção você escolhe remar?

Um grande beijo de luz,

Angel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *